IRMÃOS MAKOSSA

Palco: Matriz Map
30 Junho, 02:30

O makossa é um género musical nascido nos Camarões (costa ocidental de África) nos anos 50 do século passado e que tem na sua génese fortes ligações estilísticas aos soukous do Congo, ao jazz e à música latino-americana. Mas foi já no início dos anos 70 que o género se tornou famoso um pouco por todo o mundo quando Manu Dibango lançou o tema “Soul Makossa”, em que este género surgia fortemente mesclado com o funk norte-americano (paralelamente, também, com o afrobeat do nigeriano Fela Kuti) e seria considerado até um precursor do disco-sound. A canção seria depois glosada, versionada ou samplada por KC & the Sunshine Band, Michael Jackson, Milli Vanilli, A Tribe Called Quest, Chico Science, The Fugees, Jay-Z, Eminem ou Rihanna.
E não é por isso de admirar que este estilo – música africana de patine já antiga e de raiz e que serve para dançar na perfeição – tenha servido, há pouco mais de dez anos, de inspiração para o nome de uma dupla de DJs de Lisboa, os Irmãos Makossa, que ao longo desta década se estabeleceu como uma das mais excitantes – e até didácticas formativas, pela qualidade e muitas vezes raridade da música que passam – máquinas de dança da nossa praça. Mas não se pense que lá por terem makossa no nome, o duo formado pelo italiano Paolo Balirano (ele que também foi percussionista dos Anonima Nuvolari) e pelo luso-angolano Nelson Martins se feche neste estilo. Não, o nome é apenas uma clara declaração de intenções inicial porque, para além dessa música dos Camarões, nos seus sets viajam por muito à volta: do afrobeat ao funaná, do highlife ao semba, dos soukous ao vodun, da marrabenta ao bikutsi, do coupé-décalé ao kwela e a tudo à volta.
Incansáveis pesquisadores de ritmos, sensações e movimentos – e tendo como base o trabalho de arqueologia musical de editoras como a Analog Africa, Soundway, Strut, Sofrito, Luaka Bop, Soul Jazz, Sterns, Awesome Tapes From Africa, Lusáfrica, Sublime Frequencies, Now-Again ou Ostinato – os Irmãos Makossa têm-nos feito viajar (e dançar!) pelos mais excitantes e surpreendentes sons de África em inúmeras festas e festivais como o FMM Sines, Boom Festival, Lisboa Mistura e Out Jazz, para além de colaborarem com as suas mixtapes em estações de rádio como a Antena 3, RDP África e Groovalizacion. Eles – e esta, tanta, grande música que trazem neles e com eles – vêm aí!









Organização

Parceiros Media


Parceiros